Aínda que está baseado en Canadá, o estudo afirma que o uso de PrEP agora podería aforrar grandes cantidades no futuro

Estás en Inicio => Dereitos Humanos => Aínda que está baseado en Canadá, o estudo afirma que o uso de PrEP agora podería aforrar grandes cantidades no futuro
Dereitos Humanos

A IMPLEMENTAÇÃO DA PrEP IMEDIATAMENTE REDUZIRIA CUSTOS COM TRATAMENTOS COMPLEXOS NO FUTURO.

Nota do ediytor de soropositivo.org: Um dóllar canadense vale R$ XNUMX em XNUMX/XNUMX/XNUMX

medicamentosUm documento canadense que avalia o custo do uso de profilaxia pré-exposição (PrEP) para evitar infecções por HIV em relação ao custo total da manutenção da vida de um paciente em tratamento antirretroviral, pela expectativa de vida de um único paciente infectado com HIV, com base nos valores disponíveis para Quebec e Ontário, a PrEP seria, na maioria dos cenários elaborados, a maior redução de custos, mesmo que o custo de vida útil global dos cuidados com pacientes soropositivos venha a cair no futuro.

O documento, publicado em janeiro de XNUMX, antes da Conferência sobre Retrovírus e Infecções Oportunistas (CROI XNUMX), de fato quase que certamente subestima os benefícios potenciais dos custos da PrEP. Os pesquisadores, no momento da redação do estudo, tiveram acesso a estimativas do custo da PrEP e dos cuidados do paciente HIV+ (soropositivos) , mas não têm acesso à real eficácia da PrEP como foi visto no estudo Ipergay, o estudo que utilizaram para a modelagem de seu estudo.

Eles, portanto, basearam sua estimativa no custo de uma infecção evitada segundo a eficácia observada no estudo iPrEx anterior – XNUMX%. Na verdade, a eficácia vista em Ipergay foi de XNUMX% – o que significa que o custo por infecção evitada seria consideravelmente menor.

Além disso, os pesquisadores utilizam-se de uma alta estimativa do custo global dos fármacos utilizados na tomada de um regime que tem como modelo o estudo Ipergay. No caso, o custo médio por pessoa foi de cerca de metade deste.

Os custos de preparação e tratamento.

dólar

Para calcular o custo da PrEP, os pesquisadores adicionaram o custo do regime de emtricitabina / tenofovir (Truvada) para os custos indiretos, tais como tempo de trabalho perdido para visitas clínicas, salários do pessoal do posto, preservativos gratuitos e os custos dos ensaios de um ano. O custo do Truvada foi CA XNUMX dólares (Nota do Tradutor: Dólares canadenses) por ano e outros custos eram US$ XNUMX dólares americanos, ou CA XNUMX dólares no total.

O custo de infecção de uma vida HIV foi baseado em diagnóstico aos XNUMX anos (a média em Quebec) e sobre a expectativa de vida adicional atual (excluindo pessoas que injetam drogas) de alguém diagnosticado com essa idade – XNUMX anos. Os pesquisadores supõem que a pessoa com HIV começa a terapia anti-retroviral (ART) imediatamente. Eles custam de dois regimes de TARV (Terapia Antirretroviral) um barato (efavirenz / emtricitabina / tenofovir [Atripla]) e um caro (darunavir [Prezista] mais [Truvada]). Eles também assumem a uma taxa de falha ano de XNUMX% para estes dois primeiros regimes e um regime de segunda linha do raltegravir ou etravirina além de medicamentos de suporte.

time to tafe the fucking pill

Os custos anuais de drogas são US$ XNUMX ou CA$ XNUMX no cenário de menor custo e o de maior custo. Os custos hospitalares foram, na verdade, um pouco menores do que os custos anuais dos cuidados de PrEP: R $ XNUMX por ano. Isso ocorre porque os participantes do ensaio em Ipergay foram vistos a cada dois meses, enquanto que as visitas clínicas HIV são, via de regra, trimestrais. Isto leva a um custo por paciente, por ano, de CA $ XNUMX para o regime mais barato de drogas.

Cannadian dollar
Acreditem! Esta é uma nota de dollar canadence!

No entanto, os modeladores acrescentaram também, algo que nem sempre é adicionado aos modelos do custo da infecção pelo HIV: o seu custo para a economia em termos de desemprego e perda de produtividade. Tomando estimativas do Quebec com a taxa de desemprego em pessoas com HIV e o tempo perdido com a produtividade, devido às internações e consultas clínicas, eles calcularam que o custo não-médicos para a economia de cada caso de HIV foi CA XNUMX dólares por ano. O custo anual total para a economia de cada pessoa com HIV era, portanto, CA XNUMX dólares no total para o regime mais barato de drogas.

Os modeladores notaram que, enquanto há claramente uma maior taxa de desemprego entre as pessoas com HIV no Canadá, em comparação com a população em geral, este não é o caso com os homens gays em geral, pois eles têm taxas de emprego semelhantes com os das pessoas que utilizam PrEP.

(nota do editor: Este é um dado que, conforme eu tenho observado, mantém esta disparidade, a do desemprego proporcional, que é sempre maior entre pessoas soropositivas)

Dada a expectativa de vida remanescente esperada para a média das pessoas diagnosticadas com HIV, isso significaria que o custo por tempo de vida de uma infecção por HIV seria XNUMX dólares (canadenses) para o regime mais barato.

Tratamento-Contra-A-AIDS-XNUMXxXNUMX

Os pesquisadores então usaram uma figura chamada de “número necessário para tratar”. Isso representa o número de pessoas que necessitam de ser dado o PrEP para evitar uma infecção por HIV. Em iPrEx esse número foi de pouco menos de XNUMX anos, levando a um custo por infecção evitada de CA XNUMX dólares.

Isto significa que a PrEP pouparia CA $ XNUMX por infecção evitada.

Descontando os custos futuros

Malabarismo medicamentoso
O tratamento para o HIV, e suas eventuais complicações, se assemelha muito a este ato de malabarismo. Eu tenho recomendado para isso um aplicativo para controlar medicações, posologias agendamento de consultas chamado medsafe. Sim, ele ‘e em ingles, mas é muito intuitivo e vc pode encontrar neste link adiante http://www.medisafe.com/ Como diss? Não, criatura, não. Eu não ganho nada por isso e vc pode pesquisar outars coisa na internet. Estou oferecendo esta alterativa porque eu uso e me ajuda muito. Oberver que o link nao tem nada que permita a minha identificação

No entanto, os custos futuros de tratamento de HIV serão provavelmente menores do que são agora. Isto é porque a situação das pessoas HIV-positivas podem mudar: por exemplo no futuro é provável que , menos soropositivo estejam desempregados. Além disso, algumas pessoas com HIV morrerão precocemente de outras causas, de modo que o custo da sua infecção pelo HIV vai desaparecer a partir do modelo. Devido a isso, é prática padrão na modelagem dos efeitos a longo prazo das intervenções de saúde para aplicar descontos aos custos futuros evitados.

No caso deste modelo e de acordo com as recomendações do Canadá, os modeladores descontam do custo de uma infecção por HIV de XNUMX% a XNUMX% ao ano por ano de infecção. No caso de um desconto de XNUMX%, este traz o custo de vida útil de infecção pelo HIV até $ XNUMX e PrEP ainda economiza XNUMX dólares por infecção evitada. Mas, com um desconto de XNUMX%, o custo HIV vida se torna $ XNUMX e, em seguida, PrEP custa $ XNUMX por infecção evitada – talvez não seja rentável sob as diretrizes de determinados países. Adicionando em subsídios para a melhoria da qualidade de vida, uma possível ”rebanho imune”, efeito da PrEP e outros benefícios reduz esse custo para $ XNUMX, mas ainda não é uma redução de custos. Isto é, tanto quanto este modelo alcança.

No entanto, o custo por infecção evitada ao dar PrEP se torna muito mais baixa, se usa o número necessário para tratar (NNT) para evitar uma infecção pelo HIV que foi realmente visto no estudo Ipergay. Este tinha XNUMX anos, não XNUMX como em iPrEx. O custo anual por infecção evitada de PrEP torna-se então CA $ XNUMX. Se o NNT observada em PROUD é aplicado (XNUMX), então é $ XNUMX. Este é um valor ainda claramente visto na taxa de desconto de XNUMX%, economizando CA XNUMX dólares por infecção HIV evitada mesmo com o desconto de XNUMX% com o Ipergay NNT a redução de custos – ou $ XNUMX usando a figura NNT PROUD.

Além disso, como dissemos acima, os pesquisadores fizeram a estimativas conservadoras de que pessoas que receberam a PrEP sob o regime Ipergay realmente rlacionem-se sexualmente tantas vezes que terminam por tomat PrEP todos os dias. Na verdade, os participantes Ipergay tem utilizado XNUMX% das drogas que o uso diário total iria envolver globalmente. Isto significa que o custo por infecção evitada de um regime anual Ipergay seria XNUMX dolares e a poupança de XNUMX% de desconto/vida seria $ XNUMX. Mesmo que a taxa de desemprego venha a se equalizar de repente, e apenas os custos médicos diretos devidos ao HIV sejam permitidos, o que significa que a taxa de desconto de XNUMX% do custo de vida útil de uma infecção HIV torna-se cerca de $ XNUMX – e ainda menos do que o custo por infecção evitada de um regimen Ipergay, mesmo se tomada diariamente.

Outras considerações

Pode-se objetar que o custo de cada pessoa colocar em PrEP $ XNUMX é apenas um custo anual e este está sendo pesado contra custo do tratamento do HIV de uma vida – enquanto que PrEP também pode ser tomada por muitos anos. A suposição é, no entanto, que a incidência do HIV nas mesmas pessoas, se eles não receberam a PrEP não mudaria. Em outras palavras, para cada ano, PrEP, no valor de infecções por HIV de um ano adicional é evitado, equilibrar o custo anual da PrEP.

Se o comportamento de risco médio da população que estavam na necessidade de PrEP, mas que não chegou a levá-lo estava a diminuir, isso significaria que eles iriam experimentar menos infecções pelo HIV e as economias de PrEP seria menor. Igualmente, se o comportamento de risco em pessoas que tomam PrEP foram a subir em relação às pessoas que não tomam isso – um medo muitas vezes expresso – então PrEP se tornaria relativamente mais caros e pouparia menos dinheiro. Se a média de idade no momento do diagnóstico foram a subir por dez anos para XNUMX, então é claro que o valor de uma vida inteira de tratamento do HIV custaria menos – cerca de XNUMX% menor, com base no cálculo dos pesquisadores – mas PrEP ainda seria custo de poupança para o iPrEx NNT se custos incorridos com o HIV não forem descontados e para o Ipergay e NNTs PROUDs a todos os descontos.

Finalmente, a estimativa utilizada para o custo de vida útil de uma infecção pelo HIV é maior nesse papel do que em alguns papéis. O CDC dos EUA estima que os custos médicos diretos de infecção vida HIV são US $ XNUMX. Isso elevaria o custo por infecção pelo HIV para menos de US $ XNUMX em XNUMX% de desconto – mas mesmo assim PrEP nos NNTs visto em Ipergay e PROUD ainda seria rentável.

Claramente, PrEP tem custos iniciais consideráveis e não começam a poupar dinheiro para os sistemas de saúde a curto prazo. As grandes economias, em relação ao custo da não implementação PrEP, só irão acumular ao longo de décadas, e só vai ser significativo se uma proporção significativa da população altamente em risco decide tomar PrEP – e enquanto as pessoas com baixo risco não. Pode ser um desafio para promover a PrEP para aqueles que dela necessitam, enquanto oculta-se a de pessoas com baixo risco.

No entanto, tendo em conta os resultados dos novos estudos, torna-se difícil conceber cenários em que PrEP baseado no Truvada não produza redução de custos no longo a prazo – algo que os gestores dos sistemas de saúde deve considerar ao decidir se a implementá-lo.

Gus Cairns

Publicado o: marzo 20, 2015

referencia

Ouellet E et al. Cost effectiveness of ‘on demand’ HIV pre-exposure prophylaxis for non-injection drug-using men who have sex with men in Canada. Canadian Journal of Infectious Disease Medicine and Microbiology XNUMX(XNUMX):XNUMX-XNUMX. XNUMX

Claudio-panamaTraduzido do original em Inglês Canada: PrEP use now could save considerable sums in the future por: Cláudio Santos de Souza em XNUMX de Maio de XNUMX

Nota do Editor.

Eu penso que uma pesquisa como esta, baseada na realidade brasileira seria de muita utilidade e, importante, otimizaria o trabalho de prevenção em sistemas fechados submersos em vulnerabilidade para o HIV.

Informação do revisor: Eu revisei este texto XNUMX vezes e sempre fico na dúvida sobre ele estar bem redigido. Peço, por gentileza, que, ao encontrarame incongruências, postar nos cometários o erro para que eu possa corrigí-lo. A propósito: Minha neuropatia periféfica agrava-se muito em dias frios e boa parte deste texto foi digitado apenas com os indicadores e o dedo mëdio da mão esquerda, pois a mão direita ainda tem o agravo de tre passado por uma reconstrução (sic) em decorrência de um “acidente de consumo” gerado com o uso de uma cadeita de escritório comprada numa “loja de decoração chique”, como um presente de aniversário. Eu preciso de um sotware capaz de ouvir o que eu falo e digitar para mim.

Publicacións relacionadas

Comentar e socializar. A vida é mellor cos amigos.

Este sitio usa Akismet para reducir o spam. Aprende a procesar os teus datos de comentarios.

Este sitio usa cookies e pode rexeitar este uso. Pero pode que saiba o que está a ser rexistrado en consonancia coa nosa política de privacidade